Meio Ligado em Artesanato

13 março, 2015

Entenda a importância dos principais grupos alimentares

Você já deve ter feito ou ouvido falar de pessoas que eliminam alguns grupos alimentares da sua dieta para favorecer um emagrecimento mais rápido, não é mesmo? Mas será que este procedimento é o mais adequado e saudável quando nos propomos a atingir este objetivo?

Para responder a esta pergunta vamos entender a fundo a função de cada grupo alimentar em nosso organismo e quais são as principais vantagens e desvantagens do consumo excessivo e de sua restrição completa na alimentação habitual.

Para que o nosso corpo funcione de maneira adequada, ele precisa estar em equilíbrio alimentar, ou seja, todos os nutrientes necessários para que possamos realizar as nossas atividades do dia a dia com saúde e tranquilidade devem ser consumidos diariamente. Cada nutriente têm uma função diferente no nosso organismo, mas de uma forma geral todos eles irão trabalhar juntos, pois uns necessitam da presença dos outros para agir.

Caso falte algum nutriente, o corpo “entende” que passamos períodos de necessidade e começa a poupar energia, o que favorece os estoques de gordura corporal e redução da nossa massa muscular. Sem contar que nos sentimos mais letárgicos para trabalhar ou para realizar atividades rotineiras, sofremos oscilação de humor e aumento da irritabilidade.

Os principais nutrientes da nossa alimentação são os carboidratos, as proteínas e as gorduras que, como já vimos aqui, não devem faltar em hipótese alguma na nossa alimentação. O importante é escolher cada um com atenção. Vamos detalhá-los:

CARBOIDRATOS

Principal fonte de energia para o corpo, para que possamos nos movimentar e consequentemente realizar nossas atividades diárias. Este é o principal nutriente utilizado pelos nossos membros e para o correto funcionamento cerebral e, por isso, é considerado a base da nossa alimentação.

Alguns tipos de carboidrato, como por exemplo o açúcar refinado, pão francês ou pães brancos, mel, geleia de frutas, farinhas refinadas, arroz branco, refrigerante, macarrão cozido e cereais de milho, por sofrerem uma facilidade muito grande em sua utilização pelo corpo, favorecem a fome precoce e o consumo excessivo deste grupo alimentar, para que sejam transformados em gordura e sejam armazenados no organismo. Por este motivo, acabou sendo popularizado como um vilão da alimentação saudável.

Entretanto, por ser um grupo essencialmente importante para o nosso corpo, o ideal é dar preferência para um tipo de carboidrato que favorece uma digestão mais lenta, promovendo saciedade por um período maior, o que evita excessos e maiores estoques de gordura corporal e, ainda assim, realizam a função de nos fornecer energia. Podemos encontrá-los nos produtos integrais como aveia, centeio, farelo ou gérmen de trigo, produtos que utilizam farinha integral como pães, massas e arroz integral. Além disto, esta qualidade de carboidrato fornece muito mais nutrientes ao organismo.

PROTEÍNAS

Responsáveis pela construção de novos tecidos no nosso corpo. Além disto, este grupo alimentar também favorece a produção de hormônios, enzimas e anticorpos, ajudam a repor os gastos das células e auxiliam em processos de cicatrização e reparação dos tecidos que possam estar comprometidos. São encontrados com facilidade em carnes, ovos, leites e seus derivados, feijões, soja, alguns tipos de grãos como castanhas, amêndoas, avelãs e nozes entre outros.

De uns anos para cá, este nutriente é o queridinho nas dietas de emagrecimento e para aqueles que desejam aumentar a sua massa muscular. No entanto, tudo o que é excessivo traz muitas desvantagens e com este grupo alimentar não é diferente. Excesso de proteína no organismo, pode causar aumento do colesterol e consequentemente, entupimento das artérias e outras alterações cardíacas, além de sobrecarga renal podendo até causar uma falência no funcionamento deste órgão.

GORDURAS

Acredite ou não, as gorduras são muito importantes para o nosso organismo. Elas são responsáveis por manter a temperatura corporal, por proteger a nossa estrutura interna do corpo de choques ou pancadas que eventualmente estamos sujeitos e são fundamentais para a produção dos nossos hormônios. Sendo assim, é fundamental que sejam consumidos diariamente em nossa alimentação.

Podemos encontrar as gorduras em alimentos de origem animal como as carnes, os leites e seus derivados. No entanto, este tipo de gordura é considerada ruim para o nosso organismo, pois promovem a elevação dos níveis de colesterol, podendo levar a problemas cardíacos. Sendo assim, sempre prefira as carnes sem peles ou gorduras aparentes e faça a opção por leites desnatados ou iogurtes com menos teor de gordura.

Além disto, podemos encontrar as gorduras mais saudáveis em produtos de origem vegetal como óleo de linhaça, azeite de oliva, óleos vegetais, castanhas e outros grãos e no abacate. Este tipo de gordura não colabora com o aumento do colesterol e ainda garante a saúde do coração.

Contudo, seja lá qual for o seu objetivo – seja saúde e bem estar ou emagrecimento – todos os grupos alimentares devem estar presentes no nosso prato diariamente. Para fazer as melhores escolhas, inclusive dentre as opções que encontramos em restaurantes ou em supermercados, o ideal é consultar um profissional que possa avaliar seu estado de saúde, as necessidades do seu organismo e seus objetivos e orientar sobre o que é melhor para você. Conforme falamos no artigo de estreia sobre Como perder o peso acumulado nas Festas de Fim de Ano, fuja das “fórmulas milagrosas” que prometem redução rápida do peso encontradas facilmente em revistas, internet e até indicadas por amigos e familiares.

Traga mais equilíbrio alimentar para a sua vida e coma sempre com moderação e variedade.

Fonte: cozinhandopara2ou1 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...